AAF News

Notícias e Artigos sobre Tecnologia da Informação
AAF News

Archives for: 26/12/2016

A TI e os Sistemas de Segurança CFTV

Posted on by

O que é CFTV

CFTV Sistemas de SegurançaPara quem não conhece, a sigla CFTV significa Circuito Fechado de TV, ou seja, é o nome utilizado para os sistemas de segurança que consistem na monitoração de um ambiente fechado.

Para entender o que é CFTV, é importante lembrar que além de um conjunto de câmeras espalhadas e estrategicamente posicionadas, é preciso que haja uma infraestrutura para centralizar o registro das imagens de todas essas câmeras, permitindo que elas possam ser visualizadas ao vivo por uma equipe de segurança, e de forma que elas possam ser gravadas para acesso futuro quando preciso.

O uso de sistemas de segurança CFTV tem crescido a cada ano. Inicialmente eram apenas utilizados em grandes empresas, bancos, shoppings e etc. Atualmente já vem sendo utilizados em pequenas empresas, condomínios e até residências. Isso se deve principalmente pela facilidade de acesso e de instalação das novas câmeras digitais, baseadas na tecnologia IP.

A reportagem abaixo fala bastante sobre a monitoração para uso doméstico:

Equipamentos de CFTV

Para a instalação de um sistema profissional, é importante utilizar uma série de equipamentos ao qual as câmeras podem ser conectadas e as imagens monitoradas. Os principais equipamentos são:

  • DVR (Digital Vídeo Recorder): O DVR Stand Alone é utilizado quando o sistema CFTV utiliza câmeras analógicas. As câmeras são conectadas ao aparelho através de cabos coaxiais e as imagens de todas as câmeras podem ser vistas através de monitores conectados ao DVR. Além disso os vídeos são gravados em HDs.
  • NVR (Network Vídeo Recorder): O NVR é utilizado quando são utilizadas câmeras IP, em um sistema de CFTV Digital. Nesse caso, tanto as câmeras quanto o gravador são conectado à rede de dados, através de switchs e cabos UTP. As imagens podem ser acessadas tanto através de monitores, quanto pela Internet, através de celulares e tablets.
  • HVR (Hybrid Vídeo Recorder): Já o HVR é uma mistura entre o DVR e NVR pois podem registrar imagens tanto de câmeras analógicas, quanto de câmeras IP.

As marcas mais reconhecidas e utilizadas nessa área são ao Elgin, Intelbras e Sony, no entanto são diversas as empresas produzindo tanto as câmeras quanto os equipamentos de gravação.

Curso CFTV para a Área de TI

Curso CFTVMas o que a área de Tecnologia de Informação tem a ver com sistemas de monitoração de segurança? Vamos explicar.

Inicialmente esses sistemas utilizavam apenas câmeras analógicas e era sempre preciso a contratação de uma empresa especializada ou de um profissional capacitado, com um bom curso CFTV no currículo, para realizar o trabalho.

No entanto, nos últimos anos o uso de câmeras IP ganhou muita força. O sistema digital utiliza princípios muito semelhantes às redes de computadores, pois as câmeras e os aparelhos de gravação também possuem IPs e se conectam via uma rede TCP/IP.

Com isso, tem sido comum que as mesmas empresas ou equipes que realizam as atividades de TI, façam também a instalação e configuração das câmeras e DVRs/NVRs/HVRs. Afinal, as tecnologias utilizadas são muito semelhantes aos demais aparelhos que podem ser conectados à rede como switchs, impressoras, computadores e etc.

É claro que também é preciso conhecer bem a área de CFTV, e um curso especializado ajuda muito nesse sentido, possibilitando entender qual câmera é indicada para cada ambiente, como as câmeras devem ser corretamente posicionadas e algumas configurações avançadas, afinal, com segurança não se brinca. Mas para sistemas que utilizam poucas câmeras, muitas vezes é a área de TI que faz o serviço de instalação.

Setor de TI continua aquecido para 2017

Posted on by

ha-vagas-empregoNa contramão de outros setores, a área de TI não parou de contratar e continua precisando de novas cabeças para atender ao mundo de inovações

Não é novidade que o mercado de tecnologia da informação está em constante crescimento. Apesar de vivermos um momento difícil para empregos e oportunidades, a demanda em TI vai na contramão e se torna cada vez maior, à medida que os produtos e serviços se tornam mais automatizados e digitalizados. Algumas áreas até têm mais vagas do que profissionais para supri-las. Em 2016, a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) divulgou que 50 mil postos de trabalho estão esperando por um profissional qualificado.

Novas Oportunidades

Com o surgimento de startups e o crescimento das empresas online, diversas atuações se mostram como um caminho possível: existem vagas disponíveis que vão de estagiário ou técnico à consultor ou programador.

Segundo a Catho, uma das maiores plataformas de recrutamento e seleção do país, as áreas de especialização mais comuns são computação gráfica 3D, engenharia de software, games, tecnologia de desenvolvimento de sistemas, tecnologias na construção de softwares, gerenciamento de engenharia web, e redes e sistemas para internet.

Desenvolvimento é Essencial

area-ti-aquecidaÉ claro que, para se obter sucesso nessa carreira, apenas um diploma de graduação em mãos não é um diferencial. Em média, 31% dos profissionais possuem MBA e 38% são graduados em sistema de informação. E com tantas opções de carreira, é preciso também mostrar que se está atualizado com as novas práticas, plataformas e tendências. Em geral, certificações mais específicas ajudam a comprovar experiência e posicionar o profissional com mais rapidez.

Além disso, pesquisa de Habilidades e Certificações, feita pela CompTIA no início de 2016, mostra que 98% dos profissionais de TI brasileiros têm deficiência de conhecimento, e empresas relatam ter dificuldades de preencher as vagas da área, por falta de pessoas com qualificação.

Para se levar em consideração qual a ocupação adequada a se seguir, é preciso olhar para si também. Saber qual o seu perfil de trabalho ou que tipo de rotina gostaria de levar, pode ser decisivo para se ter sucesso e ascender com rapidez. Existem profissionais de TI que são mais técnicos (os que estão ligados à execução de sistemas e soluções tecnológicas) e outros que estão mais voltados aos negócios (área comercial e relacionamento com clientes).

A área de TI é uma das primeiras a trabalhar com inovação e está em constante expansão. De acordo com o Guia de Profissões e Salários Catho, o cargo de Diretor de TI costuma ser o topo da carreira do profissional.

E você, está preparado para desbravar essa área cheia de desafios e novidades?

Artigo Original: http://computerworld.com.br/vagas-em-ti-que-vao-bombar-em-2017

Tagged: , , .

CEH entre as 15 Melhores Certificações em TI

Posted on by

CEH - Certificação Ethical HackerAnualmente, a consultoria internacional da área de treinamentos e desenvolvimento em TI Global Knowledge, divulga uma lista com as certificações que mais impactam o salário dos profissionais da área.

Há anos, é presença constantante nessa lista as certificações da CISCO, ITIL, PMP, entre outras.

No entanto, fica claro nessas listas a ascenção de uma área que ainda é conhecida por poucos, especialmente no Brasil, a área de Ethical Hacking, também conhecido por Pentest, com a certificação CEH (Certified Ethical Hacking).

Em 2016 a CEH apareceu na 10ª posição da lista de certificações, com um salário anual de $103 mil dólares, em 2015 estava no 13ª lugar, com um salário médio de U$ 93 mil, é notável o crescimento.

Confira abaixo a lista completa:

  1. Amazon Web Services Certified Solutions Architect – Associate
  2. Certified in Risk and Information Systems Control (CRISC)
  3. Certified Information Security Manager (CISM)
  4. Certified Information Systems Security Professional (CISSP)
  5. Project Management Professional (PMP)
  6. Certified Information Systems Auditor (CISA)
  7. Cisco Certified Internetwork Expert (CCIE) Routing and Swithcing
  8. Cisco Certified Network Associate (CCNA) Data Center
  9. Cisco Certified Design Professional (CCDP)
  10. Certified Ethical Hacker (CEH)
  11. Six Sigma Green Belt
  12. Citrix Certified Professional – Virtualization (CCP-V)
  13. Cisco Certified Networking Professional (CCNP) Security
  14. ITIL V3 Foundation
  15. VMware Certified Professional 5 – Data Center Virtualization (VCP5-DCV)

Para quem não conhece o assunto, vamos explicar.

O que é Ethical Hacking ou Pentest

Ethical HackingO profissional que atua como Ethical Hacker (Hacker Ético) é muitas vezes chamado de Hacker do Bem. Esse profissional utiliza das mesmas técnicas utilizadas por hackers criminosos, mas ao invés de invadir para roubar informações e causar danos, esse profissional apenas realiza testes de vulnerabilidades de segurança de uma rede ou sistema de computadores. Esses profissionais também possui elevado conhecimento em sistemas operacionais e redes TCP/IP e com isso conseguem se adaptar a cada sistema de segurança implantado na empresa.

Sempre através de um contrato de serviço com seu cliente, que autoriza e determina os limites do teste, o Hacker Ético explora todas as vulnerabilidades possíveis na rede de computadores e nos sistemas (softwares, sistemas operacionais) utilizados pela empresa, assim como a segurança da rede wireless. No final do processo ele gera um relatório que é utilizado pela empresa para sanar as falhas de segurança.

Esse tipo de teste também é chamado de Penetration Test (Teste de Penetração/Intrusão), por isso o termo Pentest também é muito utilizado na área. Assim como existe o teste de software para encontrar falhas em funcionalidades de sistemas, o Pentest é um teste de vulnerabilidades da rede.

A Certificação CEH

Logo CEHComo nas maiorias das áreas de Tecnologia da Informação, existem algumas certificações que atestam o conhecimentos dos profissionais que atuam como Pentesters. Em se tratando de segurança da informação e desse tipo de atividade, uma certificação para o ethical hacker é ainda mais importante para se identificar os hackers que realmente atualm profissionalmente e de maneira ética.

A certificação mais conhecida e adotada mundiamente é a CEH (Certified Ethical Hacker) da ECCouncil. Para conseguir a certificação, o profissional deve demostrar conhecimento prático em multi-plataformas (Windows, Linux, Mac, etc), Redes TCP/IP e serviços diversos como DNS e Firewall, noções sobre Engenharia Social, ferramentas e técnicas de PenTest, noções de codificação, e até leis americanas da área de segurança de computadores.

Além da CEH, outra certificação que tem ganhado força é a Ethical Hacking Foundation da EXIN, com um exame mais simples mas também um pouco menos valorizado.

Uma Chance de Ouro

Para quem gosta da área de segurança da informação, está começando na carreira ou buscando novos rumos, essa é uma grande oportunidade para entrar em um mercado que ainda não está saturado, que tem ótimas opurtindades e ótimos salários para quem é capacitado e certificado. Aproveite.

Tagged: , , .